AG da Liga: cinco substituições e subidas e descidas na Segunda Liga aprovadas

Encontro contou com a presença de representantes de todos os clubes

20h30 - Termina a Assembleia Geral extraordinária da Liga. Uma reunião magna da qual saíram como grandes novidades a aprovação da implementação das cinco substituições até final da Liga NOS e também a decisão de dar luz verde às subidas e descidas da Segunda Liga.

20h10 - Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, toma a palavra e aborda a divergência entre as águias e Pedro Proença. "A divergência que temos não é da qualidade da gestão, a nossa divergência e profunda é a maneira como ele gere todos os presidentes da Liga. não pode ser gerido com as vontades de cada um. Um líder é um líder. A liderança nasce connosco. Um líder não grita porque é líder, um líder é aceite por quem está do outro lado. Não vale a pena inventar divergências, toda a gente sabe qual é a posição do Benfica. Tem que ver com uma carta escrita ao Presidente da República onde fala do SL Benfica sobre jogos em canal aberto. Impensável porque hoje os operadores são os que dão o sangue aos clubes", declarou.

19h15 - Voltando à Segunda Liga, de notar que os clubes recusaram uma proposta do Cova da Piedade para o agendadamento de nova Assembleia Geral que teria como objeto a análise dos atos de Pedro Proença durante a pandemia e para a apresentação de um voto de censura.

18h47 - Está também aprovada a nova regra que permite às equipas fazer cinco substituições nos jogos que restam disputar na presente edição da Liga NOS. Esta nova medida entrará já em vigor na jornada 26, que arranca na terça-feira.

18h35 - Ainda em relação à Segunda Liga, foi recusada uma contra-proposta do Feirense, que pedia a retoma em tempo útil da competição, de forma a que esta possa ser concluída.

18h25 - As subidas e descidas na 2.ª Liga foram aprovadas. A maioria dos clubes presentes deu o aval às promoções do Nacional e do Farense ao principal escalão e às descidas do Cova da Piedade e do Casa Pia ao Campeonato de Portugal.

- Todos os clubes estão representados na Assembleia Geral da Liga que decorre a esta hora. O FC Porto fez-se representar por Pinto da Costa, o Benfica por Luís Filipe Vieira e o Sporting por Miguel Nogueira Leite, do Conselho Diretivo. Já o Sp. Braga, contou com António Salvador, ao passo que o V. Guimarães esteve presente na pessoa do presidente Miguel Pinto Lisboa.

15h30 - Início da AG

- Nesta altura, estão presentes representantes do Ac. Viseu, Mafra, Cova da Piedade, Nacional, Leixões, Académica, Estoril, FC Porto, Benfica, Sporting, Sp. Braga, V. Guimarães, Rio Ave, Portimonense, Aves, Belenenses SAD, Moreirense, Paços e Boavista

- António Salvador, presidente do Sp. Braga, também já chegou.

- "Não tenho a mínima de dúvida que Pedro Proença continue. Também não está na ordem de trabalhos que possa sair", afirmou Pinto da Costa à chegada.

- Theodoro Fonseca, do Portimonense, e António Silva Campos, do Rio Ave, já estão no edifício também. Pinto da Costa entrou pouco depois, pela garagem do edifício. Rui Alves, presidente do Nacional, chegou depois das 15.

- Pedro Proença foi o primeiro a chegar à Ordem dos Contabilistas Certificados, no Porto, onde decorre a AG extraordinária, logo seguida de Dinis Lucas, do Cova da Piedade, e de Miguel Nogueira Leite, a representar o Sporting. Luís Filipe Vieira, do Benfica, e Miguel Pinto Lisboa, do Vitória Guimarães, também já estão presentes.

Está prestes a arrancar a AG da Liga que promete aquecer. Desde logo, a continuidade de Pedro Proença na presidência no organismo estará em cima da mesa, um dos vários temas que prometem tornar esta reunião quente. Tudo indica que será um dia decisivo quanto ao futuro de Proença na liderança, depois de algumas críticas de várias clubes, relacionadas, por exemplo, com a questão da transmissão dos jogos em sinal aberto. Por outro lado, o novo modelo de governação proposto pelo ainda presidente também será discutido pelos clubes da Liga Portugal.

Mesmo sem constar diretamente na ordem de trabalhos, a questão em torno do fim da 2ª Liga promete igualmente dar que falar. Várias formações consideram ilegal a decisão tomada pelo organismo liderado por Proença, que decretou a subida de Nacional e Farense e a descida de Cova da Piedade e Casa Pia, sendo que irão levantar essa problemática na assembleia geral. De resto, o valor dos apoios dados às formações do segundo escalão irá ser alvo de discussão.

(em atualização)

10
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas