Novas datas, contratos e lay-off: tudo sobre a reunião em que se decidiu o futuro das provas

FPF debateu com os clubes a situação

• Foto: Peter Spark / Movephoto

Decorreu esta quarta-feira uma reunião entre a FPF e os clubes relativamente à calendarização das competições portuguesas. Record adianta-lhe algumas conclusões e detalhes.

- O objetivo é concluir as competições em campo até princípio de agosto, uma normativa da UEFA para aplicar também em Portugal. Também as competições europeias estão projetadas para serem concluídas nesse mês;

- A janela de transferências vai ser prolongada (mas ainda sem data definida) e será harmonizada para adaptar a todos;

- Sobre os jogadores que acabam contratos até 30 de junho: terá que haver negociação entre clubes e jogadores para promulgar os contratos até ao fim da época 2019/20. A Liga terá que decidir se abre mão ou não de prolongar os campeonatos para além de 30 de junho, sendo que os jogadores serão livres de continuar com contratos ou não com os clubes. A expectativa é de que haverá acordo entre as partes.

- O cenário mais provável nesta altura é que os jogos se realizem à porta fechada.

- As competições europeias de 2020/21 podem começar só em outubro, o cenário o mais provável nesta altura.

- Será possível o fair play financeiro e o licenciamento um pouco mais tarde.

- As competições de formação deverão ser canceladas, sendo dada prioridade ao futebol profissional. Já a finalização ou não da Liga Revelação ficará ao critério dos clubes.

- Sobre a possibilidade de se avançar para o lay-off, não existe ainda uma decisão e aguarda-se que exista entendimento entre as partes. No entanto, se houver diminuição de receitas terá que haver cortes nas despesas.

(em atualização)

7
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.