O que diz o acordo assinado entre Cássio e César Boaventura

Guarda-redes brasileiro desistiu da queixa contra o empresário

O jogador brasileiro Cássio desistiu da queixa por crime de difamação contra César Boaventura e, esta terça-feira durante a tarde, as duas partes comunicaram as condições em que tal acordo judicial foi alcançado.

Segundo o documento a Record teve acesso - assinado por todas as partes -, o empresário "reconhece que nunca pretendeu ofender o assistente Cássio ou pôr em causa o seu profissionalismo e a sua honradez, tendo a certeza que o Cássio jamais aceitaria receber dinheiro ou outra contrapartida para prejudicar a sua equipa", reconhecendo no guarda-redes brasileiro "uma pessoa muito séria".

Boaventura "compromete-se a não voltar a falar dele publicamente" e "obriga-se a imediatamente publicar no seu Facebook um texto em que reproduz o teor da presente declaração, comprometendo-se a depois disso não a apagar". Cássio, por seu turno, "aceita as desculpas e explicações" de Boaventura e "desiste da queixa e do processo de indemnização cível."

Publicação no Facebook decisiva

No acordo está ainda referido que a "aceitação e desistência" da queixa e do processo por parte de Cássio "ficam condicionadas ao cumprimento do ponto 6", o tal que indica que o empresário está obrigado a publicar um texto no seu Facebook a reproduzir o teor da presente declaração. O incumprimento desta ação tornará o acordo judicial "nulo e de nenhum efeito."

Boaventura também "lamenta" que, na sequência de uma publicação sua no Facebook, as pesssoas "possam ter interpretado que Cássio pudesse estar 'comprado' pelo FC Porto" no jogo entre os dragões e o Rio Ave da Liga NOS 2017/18, frisando que o guarda-redes "teve uma atuação muito conseguida".

Decisão anunciada de manhã

Recorde-se que o juiz do tribunal de Esposende homologou a desistência de queixa do jogador brasileiro Cássio contra César Boaventura, depois de ter havido um compromisso assumido pelo empresário. A decisão foi tomada na manhã de terça-feira, perante a presença, além do juiz e da representante do Ministério Público, dos advogados Carlos Teixeira (de César Boaventura) e José Ribeiro da Silva (de Cássio).

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futebol Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.