Vilaverdense afasta Boavista da Taça de Portugal

Equipa do Campeonato de Portugal passa à 4.ª eliminatória

• Foto: Lusa

Um golo de Rafael Vieira em cima do intervalo garantiu hoje ao Vilaverdense a vitória sobre o Boavista por 1-0 e consequente apuramento para a quarta eliminatória da Taça de Portugal. O Boavista, equipa da Liga NOS e que já conquistou o troféu por cinco vezes, sai da prova eliminado por uma equipa do Campeonato de Portugal (é quarto classificado da série A), que, pela entrega e espírito de sacrifício demonstrados nos últimos minutos, justificou o triunfo.

O conjunto 'axadrezado', que esta época já bateu o tetracampeão Benfica, apresentou-se algo sobranceiro e foi surpreendido pela 'alma' dos minhotos, com o único golo da partida a surgir aos 45+2 minutos, pelo central Rafael Vieira.

A equipa de Jorge Simão, que no final enfrentou a fúria dos muitos adeptos dos axadrezados presentes, até podia ter inaugurado o marcador aos 12 minutos, mas o remate de Rui Pedro embateu na barra e, na recarga, o cabeceamento de Mateus saiu à figura do guardião Pedro Freitas.

Talvez pensando que, mais tarde ou mais cedo o golo surgiria, o Boavista jogou quase sempre em 'baixa rotação', permitindo que o Vilaverdense fosse equilibrando a contenda, assentando essa reação sempre mais na vontade do que em futebol bem jogado.

Aos 41 minutos, Ahmed Isaih ameaçou com um forte remate de fora da área que Vagner não conseguiu parar à primeira e, em cima do intervalo, o Vilaverdense chegou mesmo ao golo.

Rafael Vieira, ao segundo poste, antecipou-se a defesas e guarda-redes boavisteiros e desviou para o fundo da baliza um livre cobrado por Ahmed Isaiah.

Com um resultado para virar, o Boavista lançou-se ao ataque, mas, com poucas ideias, não conseguia entrar no último reduto dos minhotos e pertenceu mesmo a estes uma clara ocasião de golo, por Rafa Miranda, após excelente iniciativa individual pelo lado esquerdo (51 minutos).

Jorge Simão mexeu na equipa pela primeira vez aos 62 minutos, mas só arriscou verdadeiramente com as entradas de Rochinha (72) e Leonardo Ruiz (80), retirando um central e um médio defensivo.

O Boavista intensificou a produção atacante, com muitos homens na frente, mas não jogou melhor por isso e o Vilaverdense segurou o triunfo.

Jogo no Estádio da Cruz do Reguengo, em Vila Verde, Braga.

Vilaverdense - Boavista, 1-0.

Ao intervalo: 1-0.

Marcador:

1-0, Rafael Vieira, 45+2 minutos.

- Vilaverdense: Pedro Freitas, Pedro Lemos, Nené, Rafael Vieira, João Carneiro, Ibraima Só, Ahmed Isaiah (André Salvador, 74), Latyr Fall, André Soares (Pedro Silva, 68), Rafa Miranda e José Pedro (José Santos, 86).

(Suplentes: Bruno Martins, Henrique Gomes, José Santos, Danilo Castro, Pedro Silva, André Salvador e Elísio Esteves).

Treinador: António Barbosa.

- Boavista: Vagner, Carraça, Rossi, Stephan (Rochinha, 72), Talocha, Idrís (Leonardo Ruiz, 80), David Simão, Fábio Espinho, Renato Santos, Mateus (Kuca, 62) e Rui Pedro.

(Suplentes: Assis, Yusupha, Rochinha, Kuca, Henrique, Vítor Bruno e Leonardo Ruiz).

Treinador: Jorge Simão.

Árbitro: Rui Costa (Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Rui Pedro (90+6). O treinador do Boavista, Jorge Simão, foi expulso do banco aos 84 minutos.

Assistência: Cerca de 2.500 espetadores.

Por Lusa
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Taça de Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas