Record

Máquina Encarnada

Era uma vez uma equipa de um país pequenino que ficava sempre perto de ganhar. Certo dia, e com o adversário já a contar com uma vitória certa, a equipa do pequeno país agigantou-se e provou que há muito mais para além de currículos recheados e estrelas no plantel.

Podia ser esta a história do encontro deste domingo em que o Benfica foi superior ao Interviú, a mítica "Máquina Verde", e fez história nas competições europeias: venceu a primeira competição para Portugal a nível europeu. Estaremos perante uma "Máquina Encarnada" O futuro o dirá...

O duelo do Pavilhão Atlântico deu para tirar muitas ilações e esclarecer os mais céticos, quer em relação a esta equipa, quer no que se refere às capacidades do homem do leme: André Lima.

Não há dúvidas que foi um momento marcante para o futsal português, que tem vindo a subir: 2007 meia-final do Europeu, 2010 final Europeu e campeões europeus de clubes. Deve querer dizer qualquer coisa...

Os jogadores portugueses estão a mostrar uma evolução impressionante e não tenho receios em admitir que estão entre os melhores do Mundo. Ricardinho - que quanto a mim pecava quando se tornava demasiado individualista para mostrar a sua magia - demonstrou nesta prova que amadureceu muito, jogou para a equipa e na final foi o verdadeiro motor do cinco encarnado. O n.º 10 conseguiu pegar no jogo e colocar a equipa de Madrid em sobressalto.

Arnaldo também está no seu auge. O "Expresso de Bragança" e os seus ténis cor-de-rosa voltaram a estar em destaque, com um jogo de raiva, em que mostrou toda a sua audácia e raça. Gonçalo Alves, Pedro Costa e Bebé, outros vice-campeões europeus de clubes e agora campeões europeus de clubes, também têm uma presença fulcral no conjunto e têm mostrando o quanto faz bem a experiência internacional.

Dos internacionais portugueses, que quis destacar neste texto, falta Joel Queirós. Na minha opinião, o pivô tem sido injustiçado, quando se fazem apreciações às suas exibições sem se reparar que ele faz aquilo que lhe é exigido. Concordo que na final marcou muitos golos, tal como César Paulo, outro azarado com má pontaria, por exemplo. Mas será que ser o Bota de Ouro no Europeu e o melhor marcador da UEFA não quer dizer alguma coisa?

Há momentos que poucos atletas têm o privilégio de viver, Davi, o homem do jogo-final já bisou. Espero que os que agora se estrearam saboreiem da melhor maneira este triunfo e ganhem consciência  daquilo que podem ter feito pela modalidade em Portugal. Bebé foi claro: este pode ter sido um 25 de abril para o futsal português.

Resta esperar que o futsal comece a ter a visibilidade que merece e que os praticantes continuem a aumentar.

Para terminar uma palavra a André Lima. Só falta adquirir a qualificação necessária para na próxima vez ter direito a aparecer na revista e ficha da UEFA, como bem merece. Afinal, é o treinador que levou o Benfica ao mais elevado patamar europeu.

Parabéns Campeões!

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futsal

Notícias

Notícias Mais Vistas

M