Cartas do Uno de Benfica e Sporting: não perca grátis com o Record

Diversão para toda a família

Record oferece aos leitores com a edição impressa as edições UNO Pocket oficiais de Sporting e Benfica. Desta forma, totalmente grátis, poderá adquir um jogo de cartas que há muito se transformou num divertimento mundial capaz de alegrar os convívios de famílias e amigos. Para completar os baralhos com as cores dos dois maiores clubes de Lisboa precisa apenas de adquir diariamente as edições do nosso jornal. As entregas serão de 2.ª a 6.ª feira. Garanta o seu jogo!

Plano de entregas
Tiago Tomás e Nuno Mendes

É claro que a vitória sobre o Aberdeen ajudou a abrir os sorrisos, mas a brincadeira animou quando a conversa chegou às cartas. Jogo é jogo e, poucas horas depois da passagem ao playoff da Liga Europa, Tiago Tomás e Nuno Mendes aceitaram o desafio de Record e juntaram-se à promoção da edição especial do UNO Pocket, que os leitores do nosso jornal poderão colecionar, totalmente grátis, a partir de amanhã.

No Estádio José Alvalade, onde a equipa do Sporting treinou já a preparar o encontro da Liga com o Paços de Ferreira, o avançado e o lateral confessaram-se adeptos do UNO e, por isso, foram rápidos a apoderar-se do baralho oficial dos leões. "É um jogo muito divertido para jogar com amigos", concordaram os jogadores que, aos 18 anos, e bem a propósito, já começam a dar... cartas, na equipa principal do Sporting.

Tomás, natural de Cascais, representa o clube desde 2014, num percurso sempre ascendente e que teve o seu momento decisivo em 2019/20, quando passou dos juniores para os sub-23 e daqui para o plantel de Rúben Amorim. Até ao primeiro golo com a camisola verde e branca, na quinta-feira, frente ao Aberdeen, foi um pequeno passo. Já Nuno Mendes, natural de Lisboa, deu o salto para o Sporting em 2011, proveniente do Despertar. Depois de uma pré-época com Marcel Keizer, foi promovido à equipa A por Rúben Amorim. A pré-época foi de tal forma convincente que lhe garantiu um lugar no onze e a... atenção de grandes clubes europeus.

Kenedy

Daniel Kenedy também já tem o UNO Pocket e não tem dúvidas de que se trata de uma coleção imperdível. Fã de jogos de cartas, o antigo internacional português explica que durante a quarentena se divertiu à mesa com os familiares. "Curiosamente, ainda durante este período tive oportunidade de jogar com eles. Mas a tradição vem de trás, porque quando era miúdo também jogava UNO. É viciante", refere o ex-jogador, de 46 anos, que passou, entre outros, por Benfica, FC Porto e PSG. Hoje, como treinador, Kenedy considera que o UNO pode ser uma "boa distração" para os profissionais de futebol, para afastar a pressão do dia a dia.

Amaral

Está afastado dos relvados mas é um daqueles nomes que têm lugar reservado na história do futebol português. Afinal, foi ele quem, a 28 de fevereiro de 1989, marcou o golo da vitória sobre o Brasil, que apurou Portugal para a final do Mundial de sub-20, em Riade. Amaral, 50 anos, foi formado no Sporting, onde fez grande parte da carreira, e em 1994/95 ainda passou pelo rival Benfica. Depois de se ter aventurado como treinador, o antigo extremo e lateral-direito dedicou-se à área da restauração e colabora hoje com uma empresa de táxis. Nos tempos livres, o UNO é um dos seus passatempos preferidos. "Gosto de jogar em família", conta Amaral, que não vai perder a edição especial oferta de Record.
 


Aí está o Uno dos clubes: diversão para toda a família grátis com o Record

4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Iniciativas

Notícias

Notícias Mais Vistas