Adeptos "em bolha" e com testes obrigatórios: as medidas do Governo para a final da Champions

Mariana Vieira da Silva, ministra de Estado e da Presidência, falou após a reunião de Conselho de Ministros

Já são conhecidas as medidas preparadas pelo governo português para receber os 12 mil adeptos de Manchester City e Chelsea que viajarão até Portugal para assistir à final da Liga dos Campeões, no Estádio do Dragão.

Mariana Vieira da Silva, ministra de Estado e da Presidência, anunciou esta quinta-feira, após a reunião de Conselho de Ministros, que os adeptos ingleses deverão deslocar-se a Portugal "em bolha", sem qualquer contacto com a população em geral e com menos de 24 horas de permanência em terras lusas.

"As pessoas que vierem à final da Liga dos Campeões virão e regressarão no mesmo dia, com teste feito, em situação de bolha, ou seja, em voos charter, com deslocações para uma zona de espera. Daí irão para o estádio e depois para o aeroporto, estando em território nacional menos de 24 horas, numa permanência em bolha e com testes obrigatórios, feitos, em princípio, antes de entrarem no avião", explicou Mariana Vieira da Silva.

Outras restrições:

- Lugares marcados

- Bilhete nominal

- Adeptos têm de vir e voltar no mesmo dia do jogo e viajarão em voos charter.

Por Record
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga dos Campeões

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.