Dragão pode receber 16.500 adeptos na final da Champions: bilhetes à venda a partir de hoje

UEFA anuncia que "autoridades portuguesas confirmaram uma capacidade de 33 por cento"

• Foto: Reuters

A UEFA coloca esta terça-feira à venda 1.700 bilhetes para a final da Liga dos Campeões, marcada para o Porto, no sábado, após as autoridades de saúde portuguesas terem autorizado um terço da lotação no estádio. "As autoridades portuguesas confirmaram a capacidade de 33% ou, no máximo, 16.500 espetadores. Cada um dos finalistas teve 6.000 bilhetes reservados para os seus adeptos e a venda destes ingressos foi conduzida diretamente pelos clubes", lê-se no comunicado da UEFA.

A final da edição de 2020/21 da Liga dos Campeões vai ser disputada pelos ingleses Manchester City e Chelsea, no sábado, a partir das 20 horas, no Estádio do Dragão, no Porto, depois de ter sido 'deslocada' de Istambul, devido às restrições nas viagens para diminuir a transmissão do coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19.

"Após a confirmação das autoridades locais de permitir acesso limitado à final da Liga dos Campeões, em 29 de maio, no Estádio do Dragão, no Porto, os bilhetes para o público em geral vão ser vendidos hoje, exclusivamente, no sítio da UEFA, às 13 horas, e vão decorrer até que esgotem", acrescentou o organismo que rege o futebol europeu.

O acesso ao recinto azul e branco para o embate decisivo da Champions prevê um atestado de vacinação contra a covid-19 ou um teste PCR negativo, feito entre quarta-feira e sábado, ou de antigénio, na sexta-feira ou no sábado.

A UEFA recorda que os adeptos provenientes do estrangeiro vão ter de cumprir as regras de entrada em Portugal que estiverem em vigor no dia da final.

Estão disponíveis quatro categorias de ingressos, com preços entre os 70 e os 600 euros, sendo a sua venda feita por 'ordem de chegada' no sítio oficial da UEFA na Internet, para um máximo de dois bilhetes por utilizador.

Os bilhetes vão ser nominais e disponibilizados através de uma aplicação.


Leia o comunicado da UEFA:

Após confirmação por parte das autoridades locais para a presença de um número limitado de espectadores na final da UEFA Champions League de 2021, a 29 de Maio, no Estádio do Dragão, no Porto, a venda de bilhetes para público em geral vai arrancar, em exclusivo no UEFA.com, esta terça-feira, dia 25 de Maio, às 13h00 (Portugal Continental), decorrendo até não sobrarem bilhetes.

As autoridades portuguesas confirmaram uma capacidade de 33 por cento ou até 16.500 espectadores. Cada finalista viu ser-lhe atribuído 6000 bilhetes, com o processo de venda a ser feito directamente por cada clube.

Acesso ao estádio
Para aceder ao estádio vai ser necessário apresentar uma prova de vacinação ou o resultado negativo de um teste à COVID-19 (teste PCR com data de 26, 27, 28 ou 29 de Maio de 2021; teste rápido de antigénio negativo com data de 28 ou 29 de Maio de 2021). Mais informação está disponível aqui (em inglês).

Adeptos oriundos do estrangeiro também terão de respeitar quaisquer restrições e requisitos de entrada e permanência no país que estejam em vigor na altura da final.

Bilhetes para público em geral
Os 1700 bilhetes para público em geral serão vendidos por ordem de chegada.

As categorias de peço disponíveis para público em geral para a fina da UEFA Champions League são as seguintes: Categoria 4: €70 euros, Categoria 3: €180 euros Categoria 2: €450 euros e Categoria 1: €600 euros. Bilhetes para espectadores com deficiência estão disponíveis por €70 euros (bilhete com preço de Categoria 4 e um bilhete de acompanhante gratuito).

Dois bilhetes por pedido
Pode candidatar-se a até dois bilhetes por pessoa. Os bilhetes serão personalizados e cada candidato deve apresentar os seus dados pessoais e dados do convidado no portal de bilhética.

Por Record
5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga dos Campeões

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.