Polícia escocesa investiga denúncias de racismo e agressões no Rangers-Slavia Praga

Glen Kamara alegou ter sido alvo de abuso racial por parte do defesa Ondrej Kudela

• Foto: Reuters

A polícia escocesa revelou esta terça-feira estar a investigar denúncias de racismo e agressão, que alegadamente ocorreram durante e depois do jogo da Liga Europa entre o Rangers e os checos do Slavia Praga.

O anúncio surge depois de na sexta-feira a UEFA assumir ter sido aberta uma investigação aos incidentes do desafio ganho pelos checos, por 2-0, frente aos escoceses, que tinham empatado fora 1-1 e terminaram o jogo da segunda mão com nove atletas, face a duas expulsões, de Roofe e Balogun.

O médio do Rangers Glen Kamara alegou ter sido alvo de abuso racial "deliberado e premeditado" pelo defesa Ondrej Kudela durante o desafio de Ibrox Park.

Kudela e o Slavia Praga negaram as acusações e o clube disse mesmo que Kudela foi agredido com vários murros na cabeça por parte de Kamara, sob o olhar do treinador Steven Gerrard e de representantes da UEFA.

"Os oficiais estão em contacto com os dois clubes e as investigações continuam", disse a polícia em comunicado.

Na sexta-feira, e depois das denúncias do treinador Steven Gerrard, a UEFA disse que "um inspetor de ética e disciplina irá conduzir uma investigação no que toca aos incidentes ocorridos nessa partida da segunda mão dos oitavos de final da Liga Europa".

O Rangers pede uma punição exemplar e revelou que vários outros jogadores "receberam abusos e ameaças racistas na Internet".

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga Europa

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.