Ceferin faz ultimato a clubes que ainda não deixaram a Superliga: «Têm de decidir o que são...»

Presidente da UEFA diz que clubes não podem ficar entre um 'mundo' e o outro

• Foto: EPA
Quando se pensava que a tempestade Superliga Europeia tinha acalmado, Aleksander Ceferin surgiu esta sexta-feira em público a lançar uma ameaça bem clara a quem ainda não se afastou em definitivo do projeto, como é o caso de Real Madrid, Barcelona, Juventus e AC Milan. Estes quatro clubes, ao invés de outros, apenas disseram ser necessário repensar o projeto e não anunciaram a sua decisão de abandonar. Ora, para Ceferin a situação é clara: quem não anunciar a sua intenção de sair poderá "enfrentar algumas consequências".

"É claro como a água que os clubes terão de decidir se estão na Superliga ou se são um clube europeu. Se dizem que são da Superliga, então não jogam a Champions, claro. E se estão preparados para isso, podem jogar na sua própria competição", disse o presidente da UEFA, em entrevista à AP, que ainda está à espera de aprovação legal em relação a eventuais consequências a quem desrespeitar essa posição.

"Ainda estamos à espera do aconselhamento legal sobre a situação e depois iremos anunciar, mas todos devem enfrentar consequências pelas suas decisões e eles sabem disso. Para mim a situação é diferente em relação aos clubes que admitiram o erro e aos que disseram 'vamos deixar o projeto'. Os outros sabem que eu diria que o projeto está morto, mas não querem acreditar nisso, provavelmente. Chegámos hoje a um acordo com Comité Executivo para contactar as federações nacionais e as ligas em causa. Vamos fazê-lo na próxima semana e depois veremos. Temos de ver o que as ligas podem fazer, tal como as federações e a UEFA", finalizou.
Por Record
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Superliga Europeia

Notícias