Paulo Duarte elogia qualidade da seleção da Guiné-Bissau

Selecionador do Burkina-Faso não ficou surpreendido com o adversário

• Foto: Lusa
O selecionador do Burkina-Faso, o português Paulo Duarte, elogiou a "excelente qualidade" da seleção da Guiné-Bissau, eliminada da Taça das Nações Africanas (CAN2017), que decorre no Gabão.

Em entrevista à Radio Jovem de Bissau, que se encontra no Gabão, Paulo Duarte, cuja seleção derrotou, no domingo, a Guiné-Bissau, por 2-0, disse não ter ficado surpreendido "com o valor dos jogadores da Guiné".

"Da minha parte, não houve nenhuma surpresa, pois sabia muito bem do valor desta seleção, mesmo porque a grande maioria dos jogadores jogam na liga portuguesa", afirmou Paulo Duarte.

O técnico português elogiou particularmente o comportamento dos jogadores guineenses no jogo contra a sua equipa.

"A Guiné estava muito forte, muito motivada. É uma seleção que está a crescer, muito bem orientada", sublinhou Paulo Duarte, frisando não só a resposta dada contra o Burkina-Faso, mas também o trabalho feito diante do Gabão (empate 1-1) e a derrota por 2-1 diante dos Camarões.

Se todos os "grandes jogadores" da Guiné optassem por um dia representar o país, a seleção seria "sem dúvidas, uma grande potência africana", notou Paulo Duarte, para quem Portugal tem sido "o 'consumidor' do jogador guineense".

Quanto ao Burkina-Faso, Paulo Duarte afirmou que irá chegar, pelo menos, à final da CAN do Gabão, embora saliente ser a Tunísia - próximo adversário - um adversário difícil.

Considerou que o Senegal está moralizado, que o Gana tem qualidade e jogadores inteligentes, e que a Argélia - que já foi eliminada - constitui uma deceção da CAN, tal como a Costa do Marfim, embora esta seleção esteja em processo de renovação.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de CAN 2017

Notícias

Notícias Mais Vistas