Rui Jorge elogia Dany Mota e Gonçalo Ramos: «Temos ponta de lança com estilo diferente»

Selecionador gostou da exibição de Portugal, destacou também Vitinha e diz que faltou apenas mais maturidade

• Foto: André Sanano/FPF

Rui Jorge considera que faltou mais maturidade à Seleção Nacional de Sub-21 para gerir as vantagens de 2-0 e 3-1 diante da Itália, que conseguiu forçar o prolongamento no jogo dos quartos de final do Europeu. Portugal acabaria por vencer por 5-3 e garantir o passaporte para as 'meias', onde vai defrontar a Espanha. E elogiou Vitinha, Dany Mota e Gonçalo Ramos.

"Tínhamos de ter sido mais agressivos em termos ofensivos [nas vantagens de dois golos]. Foi a altura em que eles estavam mais desequilibrados e nos devíamos ter aproveitado. Por isso sofremos aqueles golos, foi duro sofrer a acabar cada parte mas conseguimos recompor-nos com alma imensa e ganhámos", começou por dizer na conferência de imprensa.

Erros defensivos

"Ainda não analisei. No campo pareceu-me que há dois golos em que a bola passa por baixo do jogador. Acontece... não estávamos mal posicionados mas vamos rever tudo isso. No segundo golo tenho de perceber como a bola entra ali. Entra numa zona que não deveria ter entrado mas estamos a jogar contra avançados muito bons e quando se erra é-se penalizado. Mesmo assim fizemos um bom jogo defensivamente, o que é difícil dizer quando se sofre três golos."

Leva daqui uma prova de maturidade?

"Estava no jogo e estava a pensar o contrário, que devíamos ser mais maduros a gerir a vantragem de dois golos. Podíamos e devíamos ter sido mais maduros. Mas tivemos uma crença e alma enormes, e foi importrante ficar em vantagem numérica no prolongamento. Ainda não vi a Espanha com atenção. Vamos ter dias para analisar. Já temos pessoas no departamento a analisá-los e teremos o trabalho facilitado. Vamos ver agora."

Tomás Tavares à esquerda e Diogo Dalot à direita

"Já jogámos assim antes. O Tomás faz muito bem essa posição e foi opção minha. Podia ter sido ao contrário mas achei que assim seria melhor."

Dany Mota fez de Trincão?

"Não fez exatamente esse lugar, Trincão encosta bem mais à dreita, Mota fica no centro. Hoje fez dupla com Gonçalo Ramos e fizeram um belíssimo jogo, trabalharam imenso. Eventualmente o Ramos não jogaria hoje se o Trincão cá estivesse, mas jogou e fez um belíssimo jogo. Mostrou que temos ponta de lança com estilo diferente daqueles que há por Portugal."

Admite mudar algo defensivamente para as 'meias'? Vitinha é indispensável?

"Vitinha é um jogador tremendo, tremendo. De nível superior, alto. Se ele faltar teremos de o substituir. Por alguma coisa tem sido titular, pois reconheço muita qualidade e espírito coletivo. Hoje voltou a fazer um grande jogo. Não estivemos desequilibrados defensivamente e só fiquei preocupado na primeira parte, por não pressionarmos mais alto."

Por Record
7
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Europeu Sub 21

Notícias

Notícias Mais Vistas