Fernando Santos: «Não há equipa mais unida do que esta»

Selecionador deixa fortes elogios ao grupo

• Foto: Reuters

Agora que o Euro'2016 entra no 'mata-mata', Fernando Santos aproveitou para deixar elogios ao grupo de trabalho que orienta, mostrando-se convicto de que o seu plantel é mais unido de todos os que estão em competição em França.

"Ainda ontem numa conversa informal com vocês dei conta disso. Se há algo que me deixa orgulhoso, e disse isso aos jogadores, é nos meus futebolistas, na sua qualidad e no seu talento. Pela forma exemplar como tem corrido desde que cheguei, há dois anos. Têm sido exemplares em tudo, com um comportamento profissional, tanto em treino como em jogo, mas também em termos humanos, pela relação de grupo. Tenho a certeza de que não há nenhuma equipa que tenha mais união, determinação ou que esteja mais junta do que a portuguesa. Têm sido exemplares. Dou aqui publicamente os parabéns aos aos meus jogadores", disse o técnico, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo de sábado com a Croácia.

Ainda sobre o grupo português, mas agora falando da questão física, Fernando Santos respondeu de forma peculiar quando questionado sobre o estado físico de Ricardo Carvalho. "Seria sempre um nim, com exceção dos jogadores que ainda não jogaram. Esses não têm essa condição. Todos os outros que já jogaram é um nim", disse, numa resposta que também repetiria quanto a André Gomes: "Tem jogado todos os jogos. Não quer dizer que não jogue ou não, mas os que jogaram todos os jogos naturalmente estão mais cansados."

Sem apontar a questão como 'desculpa', Fernando Santos admite que a diferença horária entre o jogo com a Hungria e a Croácia não é ideal, mas deixa claro que tudo fará para contornar essa questão. "Se este jogo fosse no início da época, 72, 73 horas seria normal. Mas num final de época, com três jogos nas pernas... Naturalmente preferíamos jogar noutra data, com mais tempo e eles também. É demasiado cedo para jogar, mas não podemos arranjar desculpas. Não vale a pena crair um alibi para o que vai ou não acontecer. Tenho é de definir como estão os jogadores, o seu cansaço... Alguns jogadores apresentam muito cansaço, é normal. Compete-me a mim ver quem são os que estão preparados para jogar 90 e 120 minutos. Vou procurar escolher a melhor equipa dentro da estrutura do jogo. É isso que estamos a preparar", frisou.

Um dia atribulado em que pouco mudaria

Sem planos para treinar no terreno do jogo de sábado, Fernando Santos admite que só mudava uma coisa no programa que traçou para esta sexta-feira. "Tomaria a mesma decisão, menos a de vir de carro, porque acabei por chegar à mesma hora do que o autocarro. Houve um engano e não cheguei a horas. O que entendemos é que em 72 horas era importante treinar e repousar depois do treino. Mais importante do que tudo o resto. O sono é fundamental para a recuperação, assim como a alimentação. Mais importante é dormir onde estamos mais habituados. Às onze horas treinámos, depois de dez horas de repouso. Almoçámos, eles relaxaram nos quartos... Esperávamos chegar mais cedo, mas vamos ganhar na mesma", assegurou.

Por Fábio Lima
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Euro 2016

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.