Fernando Santos sobre João Félix: «Apetece-me parafrasear o meu amigo Sérgio Conceição...»

Selecionador nacional fala da transferência milionária do internacional português e do seu lugar na Seleção

• Foto: José Gageiro/Movephoto

Fernando Santos divulgou esta quinta-feira a lista de jogadores convocados para a dupla jornada frente a Sérvia e Lituânia, em setembro, do grupo B de qualificação para a fase final do Euro'2020, uma lista  com várias novidades. Em conferência de imprensa, o selecionador sublinhou os objetivos para os encontros que se avizinham e justificou as escolhas.

Caráter decisivo dos jogos: "São decisivos. Quero o apuramento direto, em 1.º. Estamos na fase de ganhar estes 6 jogos, só o podemos fazer respeitando os adversários. Para a Sérvia é um jogo muito decisivo, jogam em casa depois de dois empates. Portugal tem de ganhar os seis jogos. Só podemos ganhar, mas como diz Cristiano Ronaldo, não basta querer e ter talento, não basta falar: temos de chegar ao campo e mostrar. A Lituânia é um adversário diferente, joga num sintético e os adversários têm muitas dificuldades. São dois jogos com graus de dificuldade elevados".

Escolha de jogadores: "Fazem parte de uma lista de observações que temos feitos ao longo destes últimos meses. Tem a ver com montar um puzzle de acordo com o que visualizamos, com um padrão que achamos que é o mais correto. Felizmente para nós temos margem grande de possibilidade de convocatória. O principal de escolha é a qualidade e há muitos bons jogadores. Estão 25 mas podiam estar 40. Há um fator que é determinante e que tem a ver com as características e não com o valor. Há jogadores que têm uma determinada caraterística de jogo que interessa. Não vou levar seis ou sete com as mesmas caraterísticas".

Chamada de Podence e Carriço: "Na última convocatória só podia levar 23, nesta posso levar 24 ou 25 jogadores porque posso deixar jogadores fora. E como os dois jogos são fora, pensei que ia ter mais dificuldades em chamar um jogador se tivéssemos um azar com um cartão vermelho, uma lesão, por isso levámos quatro centrais. O Daniel [Carriço] é um jogador que temos seguido com muita regularidade e que se tem vindo a afirmar no Sevilha. 
Há dois anos que o Rui [Jorge] me falava no Daniel Podence quando o levou para o Campeonato da Europa sub-21, mas ele passou por uma fase que não tinha regularidade. Entretanto, começámos a observar o Olympiakos e ele saltou-me à vista. E quando assim é, quero vê-lo ao vivo. Tem um enorme potencial e mostrou muita qualidade para cá estar.

Papel de João Félix no onze depois da transferência 'milionária: Apetece-me parafrasear o meu amigo Sérgio Conceição: 'aqui ninguém joga por causa do dinheiro', acho eu, mas pelo que eu acho que vai ser a estratégia da equipa. Quando tenho 23 jogadores tão bons... Só há um jogador que está à margem disto tudo que se chama Cristiano Ronaldo. É indiscutível aqui ou em qualquer equipa do mundo. Se o João está aqui tem todas as condições para jogar. Se a transferência foi alta ou baixa, não é isso que vai contar. Tem todas as condições para jogar como os outros e a decisão será minha. (...) Gosto muito do João. Em 1997, 98, 99 treinei jogadores que valiam muito, muito dinheiro, mas o dinheiro não valia o mesmo. Os jogadores quando têm potencial têm potencial. Quando comecei a jogar havia a carta na mão: não eramos donos de nós próprios. Eusébio não pôde sair porque não o deixaram. O futebol, como desporto, continua igual, continua genuíno, com paixão pelo jogo que faz ser o maior desporto do mundo. Mas, hoje em dia, também é um comércio e por isso não podemos ficar chocados com os valores praticados. Se os clubes chegam a esses valores, é porque acham que vão ter retorno. São empresas. Oiço falar em jogadores a valer 200 milhões e claro que são números que me deixam assim um bocado... [enquanto demonstrava um ar de espanto], mas, há que aceitar"

23
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Euro 2020

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0