Rússia proíbe tradição da Nigéria de levar galinhas vivas para o estádio

As aves dão sorte, alegam

A Nigéria defronta este sábado a Croácia às 20 horas (de Portugal continental). Nas bancadas, faltarão fãs muito importantes, de acordo com a tradição do país africano: galinhas vivas. A proibição foi imposta pelo governo da Rússia.

Os fãs nigerianos costumam levar consigo galinhas quando vão ao estádio apoiar a selecção, conhecida como as "super-águias". Os galináceos dão boa sorte, alegam: por isso, enquanto entoam os cânticos de apoio, elevam-nas acima da cabeça. Com mais um pormenor: pintam-lhes as penas de verde (cor da bandeira da Nigéria).

Mas as galinhas terão de ficar à porta do estádio de Kaliningrado, onde a Nigéria joga contra a Croácia. "Os fãs da Nigéria perguntaram se seria possível ir ao estádio com uma galinha. É o símbolo deles, os cidadãos são vistos com galinhas em todos os jogos, mas dissemos-lhes que deixar entrar uma galinha viva, em qualquer caso, é impossível", afirmou o responsável pela Cultura em Kaliningrado, Andrei Ermak.

Porém, nas zonas ao redor do estádio, os fãs poderão deixar as suas galinhas, indica o site Sports Illustrated. As aves poderão ser lá colocadas antes do jogo e de lá libertadas no fim do encontro.

Autor: Leonor Riso/Sábado

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Mundial 2018

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0