O nosso website armazena cookies no seu equipamento que são utilizados para assegurar funcionalidades que lhe permitem uma melhor experiência de navegação e utilização. Ao prosseguir com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a Politica de Cookies Cofina

Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Mário Rui e Manuel Fernandes nos 23 convocados de Portugal para o Mundial

Nani e Éder ficaram de fora dos eleitos de Fernando Santos

A carregar o vídeo ...
Fsantos Alcochete
O central benfiquista Rúben Dias e o lateral do Nápoles Mário Rui são as principais novidades na lista dos 23 eleitos de Portugal para a fase final do Mundial'2018, que não inclui o herói Éder nem Nani.

Autor do golo que deu a vitória na final do Europeu de 2016, Éder foi um dos preteridos do selecionador luso, Fernando Santos, em relação à lista de pré-selecionados, tal como Nani, que conta 112 jogos e 24 pela Seleção.

Do lote de 35 anunciados na segunda-feira, saíram ainda Nélson Semedo e André Gomes (Barcelona), João Cancelo (Valencia), Antunes (Getafe), Rolando (Marselha), Luís Neto (Fenerbahçe), Rúben Neves (Wolverhampton), Sérgio Oliveira (FC Porto), Paulinho (Sp. Braga) e Rony Lopes (Monaco).

Lista dos 23 convocados:

Guarda-redes:

Anthony Lopes (Lyon)
Beto (Goztepe
Rui Patrício (Sporting)

Defesas:

Bruno Alves (Rangers)
Cédric (Southampton)
José Fonte (Dalian Yifang)
Mário Rui (Nápoles)
Pepe (Besiktas)
Raphaël Guerreiro (Borussia Dortmund)
Ricardo Pereira (FC Porto)
Rúben Dias (Benfica)

Médios:

Adrien Silva (Leicester), Bruno Fernandes (Sporting)
João Mário (West Ham)
João Moutinho (Monaco)
Manuel Fernandes (Lokomotiv Moscovo)
William Carvalho (Sporting)

Avançados:

André Silva (Milan)
Bernardo Silva (Manchester City)
Cristiano Ronaldo (Real Madrid)
Gelson Martins (Sporting)
Gonçalo Guedes (Valencia)
Ricardo Quaresma (Besiktas)


DECLARAÇÕES DE FERNANDO SANTOS:

Definir as escolhas
"Foi igual, extremamente difícil definir os 23. Definir 50, o que observamos ao longo da época, é mais fácil. Depois quando vamos filtrar, torna-se muito mais complicado, à semelhança do que aconteceu. Esta convocatória deu-me muitas dores de cabeça. Finalizámos a convocatória há duas horas. Temos de enquadrar muitos fatores. Custa-me deixar de fora os que participaram no Euro'2016. A escolha foi esta. Agora mais importante que as ausências é falar de quem está, é com estes que vamos tentar tudo."

Acontecimentos no Sporting
"Sentimento que passa por todos, o que aconteceu não adjetivação possível. Tenho a certeza que os jogadores do Sporting vão deixar isso de parte."

Só um médio de raíz defensiva, que é William. É arriscado?
"Depende do que é o oito ou o seis. Não é normal Portugal usar um 6 específico, temos outros jogadores seguramente para fazer essa posição, que for esse o caso".

Ausência de Éder, autor do golo que deu o Europeu
"Claro, não levar Éder, Nani ou outros que escreveram uma página brilhante no futebol português. Tenho de escolher os que melhor compõem este puzzle".

Laterais-esquerdos
"Sobre o Fábio, registo a forma como ele, de forma exemplar, me comunicou pessoalmente e atempadamente a situação. Não se excluiu da Seleção, apenas que não estava disponível. Destaco a elegância que teve. A partir daí é uma questão arrumada. Sobre Raphäel, tem toda a qualidade para estar aqui, é verdade que nos últimos tempos esteve afastado. Monitorizamos os jogadores e depois de análise aprofundada, com grau de forte probabilidade, achamos que está em condições."

Este plantel é melhor do que o do Euro?
"Não é possível dizer isso. Mas tenho a mesma confiança nos dois. Não seria justo esquecer da alta qualidade dos plantéis que participaram no Europeu. Tenho a mesma confiança, que é absoluta."

Arranque dos trabalhos
"Não vamos começar com todos os jogadores. Preparámos muito bem tudo. Todos terão alguns momentos de férias. Mais importante é os jogadores estarem frescos mentalmente. Se assim for vão responder melhor, inclusivamente fisicamente."

Momento de André Gomes e também ausência de Nélson Semedo
"Para mim são todos como meus filhos, não tenho enteados. Não ligo muito a clubes, olho para o que os jogadores me podem dar."

Portugal-Espanha: o que torna a rivalidade especial?
Confronto entre um candidato e um favorito, que será um grande jogo e tenho confiança que o candidato possa vencer. A Espanha é um favorito, uma equipa fortíssima, mas não teremos nenhuma final com a Espanha. Os restantes adversários também são fortíssimos. Será uma fase de grupos difícil".
A carregar o vídeo ...
Fsantos eder
A carregar o vídeo ...
Jornalistas do Record analisam a convocatória de Portugal para o Mundial
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Mundial 2018

Notícias
M M