Fracasso leva a mudanças profundas

Uma tremenda desilusão para jogadores, adeptos e dirigentes

• Foto: REUTERS

A eliminação do México no Grupo C do Mundial, aos pés de Polónia e Argentina, é uma tremenda desilusão para jogadores, adeptos e dirigentes. Aliás, Yon de Luisa, presidente da federação mexicana, referiu-se à eliminação como um “fracasso” e prometeu mudanças estruturais profundas no futebol daquele país, mesmo não tendo a certeza se continua no cargo:

“Este ciclo terminou da pior maneira, mas não me demito. Nos próximos 60 dias vai ser feita uma análise pormenorizada e serão feitas alterações. Iremos repensar o número de estrangeiros na liga, mesmo a questão da despromoção e promoção. Estamos envergonhados.” E se há boas alturas para se mudar de rumo, esta é uma delas, até porque o México já tem presença assegurada no Mundial’2026, prova que organizará em conjunto com os vizinhos Canadá e EUA.

Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de México

Notícias