Guerrero diz que apenas tomou medicamento para a gripe

Avançado peruano com controlo positivo em teste antidoping

• Foto: Reuters

Suspenso preventivamente pela FIFA devido a um controlo positivo num teste antidoping, o avançado peruano Paolo Guerrero terá garantido que a única coisa diferente do habitual que tomou foi um medicamento para a gripe, podendo esse o produto que o levou a falhar o teste feito logo depois do jogo entre o Peru e a Argentina, disputado no mês passado. A informação é adiantada pelo portal ESPN Brasil, que chegou igualmente à fala com Fernando Solera, presidente da Comissão Antidoping da CBF.

"A informação que eu tenho segura é que o jogador teve o resultado positivo, no jogo contra a Argentina, e por enquanto a informação que me foi passada é que tem a ver com uma medicação tomada na seleção peruana", referiu Solera, numa declaração na qual ressalvou que o avançado tem direito de se defender e apresentar prova do medicamento que tomou. O medicamento, diga-se, foi facultado pela própria equipa médica do Peru, isto de acordo com informações vindas do Brasil.

"Ele disse que estava com gripe muito forte e foi administrado esse tipo de medicamento. Essa informação veio do jogador e é fruto da conversa que eu tive com o ele e com o Flamengo. A CBF hoje está fechada e eu não tive acesso a nenhuma comunicação oficial", acrescentou ainda o mesmo dirigente.

Confirmando-se a suspensão, Paolo Guerrero é uma baixa de peso para o próximo compromisso da seleção peruana, que nos dias 11 e 16 vai jogar o acesso à fase final do Mundial'2018 via playoff, em duplo embate com a Nova Zelândia.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Mundial 2018 - América do Sul

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.