André Villas-Boas: «Chego de fato, todo bonito, e sou recebido por um tipo de chinelos»

Treinador recorda passagem pelas Ilhas Virgens

• Foto: Getty Images

André Villas-Boas recordou na entrevista que deu à revista do semanário  'Expresso' a sua passagem pelas Ilhas Virgens, onde foi treinador. Candidatou-se por fax e acabou por ser contratado.

"Fui às escuras, pensei que ia encontrar algo minimamente estruturado. Mas foi curioso, que eu chego e depois é que me vou adaptando à realidade do que era aquela vida", conta no treinador, que recorda "as praias excelentes". "É um dos grandes paraísos do mundo."

Mas o primeiro o impacto foi forte. "Na altura fiquei horrorizado. Eu chego de fato, todo bonito, e sou recebido pelo Charlie Cook [diretor da federação] de chinelos e calção de banho. Tinha feito Porto-Paris, Paris-São Martinho, São Martinho-Ilhas Virgens. E chego lá de noite, com o fato da viagem..."

"Mas parti à aventura e estava a achar piada. Levou-me para a casa que ambos partilhávamos. E depois de pouar as malas, levou-me para ver um jogo. Era a polícia contra os bombeiros, um jogo de topo. Foi assim que me deparei com aquele cenário...", acrescentou Villas-Boas, que na altura tinha 21 anos e mais tarde acabou por assumir as funções de diretor desportivo da federação das Ilhas Virgens.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.