«Assim tenho tempo para tirar a carta»: a reação de Anelka após dispensa do Mundial'98

Robert Pires recorda palavras do então jovem avançado do Arsenal no hotel da seleção

Nicolas Anelka tinha apenas 19 anos mas já se destacava no Arsenal. O antigo jogador francês, que recorda a carreira num documentário da Netflix, abordou um episódio curioso na seleção, quando foi dispensado já na concentração para o Mundial de 1998.

Jacquet, o selecionador francês, tinha de fazer cortes na lista e um dia chamou Anelka ao seu quarto, para lhe dar a notícia. "Na seleção há sempre um mas. Sabia que algo não estava bem. Estava com o Thierry (Henry) no quarto e disseram-me para descer. Fui ao quarto do treinador onde ele estava a explicar a cada um dos dispensados por que saía. 'Tu? É normal', disse-me ele, passando ao seguinte. Não sei se fez de propóstito, mas isto pode destruir a carreira de um miúdo que não seja forte mentalmente", lembra o antigo avançado.

Assim, arrumou as suas coisas e foi para casa. Robert Pires estava a jogar ping pong quando o viu passar e perguntou-lhe o que tinha acontecido. "Vimos que ele ia embora com as malas", recorda Pires. "Ele estava tranquilo, relaxado, e disse-me que ia embora. 'Para mim tanto faz, assim tenho tempo para tirar a carta de condução. Pensei 'este tipo é louco'. Vi logo que ele era alguém totalmente diferente."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.