Cardiff recebe carta dos advogados do Nantes com ameaça por causa do contrato de Sala

Franceses exigem o pagamento da primeira tranche da transferência: 5,7 milhões de euros

O Nantes está a exigir ao Cardiff o pagamento dos 17 milhões de euros pela transferência do argentino Emiliano Sala e um porta-voz do clube da Premier League conta à Sky News' que os seus adeptos estão "indignados" pelo timing da exigência.

Conta a imprensa inglesa que o Cardiff recebeu uma carta na última terça-feira em que, além de ser solicitado o pagamento de uma primeira tranche, de 5,7 milhões de euros, os franceses avisam que se não receberem o dinheiro vão avançar para os tribunais. No contrato assinado entre as partes esta verba deveria ter sido transferida até ao dia 26 de janeiro.

Sala não chegou a apresentar-se no Cardiff, pois o avião em que seguia despenhou-se no canal da Mancha no dia 21 de janeiro. A aeronave só foi encontrada há poucos dias e apenas ontem foi retirado um corpo, que ainda não se sabe se é o do futebolista.

No entendimento do clube galês não deve ser feita qualquer transferência antes de as operações de resgate estarem concluídas e de ser feita uma investigação ao acidente. Segundo a 'Sky News', o clube considera que há questões que têm de ser respondidas, como por exemplo a quem pertencia o avião ou se é verdade que fez três tentativas antes de conseguir descolar naquele dia em Nantes.

O porta-voz da formação galesa, Vince Alm, garante que os adeptos estão "indignados" com o que está a acontecer. "O timing é errado. As famílias ainda não fizeram o luto e já ouvem falar em ações legais entre os clubes. Não sei quem está a aconselhar o Nantes. Tem de ficar definido quem paga, mas não agora. Devem exigi-lo depois da investigação."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.