Carlos Soler quebra silêncio sobre saída do Valencia: «Nunca fizeram o que pedi»

Jogador do PSG lembrou "ataques através das redes sociais" à namorada após saída do clube espanhol

• Foto: Instagram/ Carlos Soler
Aos 24 anos, Carlos Soler, atual jogador do PSG, fala pela primeira vez, sobre a saída forçada do Valencia, clube pelo qual jogou durante sete épocas. O médio deixou o clube durante o último mercado de verão, mas confessa que "não queria sair". 

"Disse ao clube que não queria sair porque devia ainda muito ao Valencia, avisei a Layhoon [presidente] e o Gattuso [treinador]. E assim surgiu a oportunidade de ir para o PSG, no fim do mercado. Chegámos a um acordo e fui embora", assumiu Soler em entrevista ao 'Diario Levante'.  

E prosseguiu: "O clube tinha uma filosofia diferente, não queria fazer contratos com mais de x anos. Eu pensava de outra maneira e nunca fizeram o que pedi. Também não quero censurá-los, a decisão foi deles".

O médio recordou também alguns episódios a que a própria namorada foi sujeita através das redes sociais, assim que ele deixou o clube espanhol: "os ataques à minha namorada foram flagrantes, recebeu mensagens inaceitáveis, muitos insultos. Isso reflete a sociedade em que vivemos, continuamos a viver numa sociedade machista, é urgente mudar isso", concluiu a lamentar por todas as mulher que "não merecem ser julgadas com tanta severidade".
Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas