Conca tem uma missão: Vender matraquilhos na China

Antigo jogador também gostava de ser golfista

Aos 36 anos Dario Conca ainda é uma figura de relevo na pátria Argentina. E, bem vistas as coisas, no mundo do futebol. Apesar de nunca ter alinhado em nenhum dos colossos europeus, uma vez que fez carreira entre  Argentina e Brasil, o médio foi destaque em 2011, quando assinou pelos chineses do Guangzhou Evergrande e se tornou no 3.º jogador mais bem pago do mundo, atrás dos inevitáveis Ronaldo e Messi.

Agora arrumou as botas e surpreendeu tudo e todos quando revelou o próximo passo da carreira. Ser treinador? Talvez dirigente? Nada disso… Conca vai (tentar) vender matraquilhos para a China. Assim, sem medos...

"Estou em busca de algo diferente. Sempre gostei de golfe e treino todos os dias entre duas a três horas. Gostava de competir como golfista, mas para além disso estou a  tentar introduzir os matraquilhos na China. Eles não têm essa cultura e era importante que a conhecessem melhor", revelou em entrevista à imprensa espanhola.

Não é certo que Conca tenha sucesso nesta iniciativa, mas se o colombiano Faustino Asprilla conseguiu fazer dinheiro a vender preservativos, tudo pode mesmo acontecer...

Por João Seixas
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.