Direitos televisivos: Portugal tem a maior disparidade do top-20 das ligas europeias

Quem mais recebe ganha 14 vezes mais do que a média

A distribuição das receitas dos direitos televisivos em Portugal apresenta o maior desequilíbrio entre as 20 principais ligas europeias. A conclusão é de um estudo da UEFA divulgado esta terça-feira, que tem como base os dados relativos a temporada 2015/16.

Para se ter uma ideia, na liga portuguesa, o clube que mais recebe ganha 14 vezes mais do que um clube do meio deste ranking. Isto quando a média europeia deste rácio é de apenas 2,3.

O estudo da UEFA dá conta de um grande aumento das receitas de direitos televisivos em Portugal, que chegam agora aos 122 milhões de euros.

No entanto, este crescimento, na ordem dos 20 por cento, deve-se essencialmente a dois dos três grandes, que começaram a receber bem mais neste parâmetro. O nome destes clubes não foi revelado no estudo.

Receitas crescem lentamente

Analisando o período entre 2010 e 2016, as receitas (excluindo a venda de jogadores) dos clubes da liga portuguesa cresceram 19 por cento, superando os 360 milhões de euros.

Este aumento deu-se à média de 3,2 milhões de euros por clube, um valor bem menor do que o registado em Inglaterra (110 milhões), Alemanha (58 milhões) ou Espanha (44 milhões). Até a Suíça, um campeonato considerado periférico, cresceu mais por clube (7,9 milhões de euros).

Fontes das receitas dos clubes portugueses (excluindo transferências de jogadores):

33% direitos televisivos domésticos

24% patrocínios e publicidade

18% UEFA

14% Bilheteira

10% outras fontes

Na área de publicidade e patrocínios, as receitas dos clubes portugueses caíram cinco por cento e representam 87 milhões de euros. Os 24% de peso que têm no total é o segundo valor mais baixo na Europa, só atrás de Itália, onde estes fatores pesam 21%. Ainda assim, o valor naquele país ascende aos 425 milhões de euros.

Preço dos bilhetes

O adepto que mais pagou, em média, para ver o seu clube jogar em 2015/16 foi o Arsenal: quase 98 euros por jogo.

De resto, este preço é bem superior à média em Inglaterra, fixada nos 50,1 euros, o valor mais alto entre as ligas europeias. A liga espanhola tem os segundos bilhetes mais altos, com cada ingresso a custar em média 35,4 euros.

Portugal aparece no 16.º lugar da lista. Nos estádios lusos, cada bilhete custou em média 13 euros.

Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.