Dono do Steaua de Bucareste proíbe jogadores vacinados contra a Covid-19 de jogar

George Becali alega que as pessoas inoculadas "perdem as forças"

O dono do Steaua de Bucareste terá proibido, de acordo com o 'Daily Mail', os jogadores vacinados contra a Covid-19 de jogarem no clube, alegando que estes ficam "sem forças" para desempenhar a profissão.

"Vão rir-se de mim, mas se calhar até estou certo. As pessoas vacinadas perdem as forças. É algo científico. Não têm visto o caso do Rapid [Bucareste]? Os jogadores parece que estão a desmaiar, a dormir no chão. Todas as pessoas vacinadas perdem as forças!", explicou George Becali, citado pela mesma fonte.

E prosseguiu: "Também vejo isso na minha família e amigos, nos vacinados. Há alguns que não afeta, mas tem efeitos principalmente nos mais velhos".

O governo romeno já reagiu em comunicado nas redes sociais, negando veemente as declarações do dono do clube do mesmo país. "Os jogadores vacinados NÃO perdem as forças após serem vacinados contra a Covid-19. De um ponto de vista médico e científico, não há estudos que suportem essa afirmação. A vacinação contra a Covid-19 não afeta a performance dos jogadores".

O Steaua de Bucareste ocupa, por esta altura, o segundo lugar do campeonato romeno à passagem da 27.ª jornada, com menos oito pontos que o líder Cluj.
Por Record
32
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas