Estátua de Ibrahimovic de novo vandalizada agora com uma motosserra

Adeptos do Malmo não perdoam o avançado sueco por se ter tornado coproprietário do Hammarby

A estátua de Zlatan Ibrahimovic em Malmo, na Sueca, foi novamente vandalizada. Desta feita tentaram cortar-lhe as pernas com uma motosserra e a polícia já vedou o local, pois a estátua de bronze, com 3,5 metros de altura e 500 quilos, corre o risco de tombar.

A peça já tinha sido alvo da fúria dos adeptos do Malmo, que não perdoam o facto de o avançado ter comprado parte do Hammarby, um clube rival. Tinha sido colocada uma tampa de sanita num braço da estátua, foram ateados fogos em seu redor, mas agora, além de a terem tentado derrubar, colocaram-lhe uma corda ao pescoço e uma placa em que se pode ler "vendido".  A casa do jogador, em Estocolmo, também foi alvo de vandalismo no início do mês. 

Um grupo de adeptos do Malmo pediu, entretanto, que a estátua seja removida para Estocolmo, sede do Hammarby, mas os responsáveis da cidade de Malmo não acederam. "A estátua não vai a lado nenhum. O Zlatan nasceu aqui e vai continuar vinculado a Malmo. É um exemplo para os mais jovens", explicou Frida Trollmyr, responsável pelo pelouro da cultura da cidade.

O Malmo, clube onde o avançado começou a jogar, já se demarcou dos incidentes: "O Malmo FF demarca-se de todo o tipo de vandalismo e de acusações racistas que apareceram na estátua do Zlatan Ibrahimovic, erguida em Stadiontorget, em Malmo", pode ler-se na nota que divulgou nas redes sociais. 

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.