FIFA: Tribunal Arbitral decide até quinta-feira pedido de Hussein

Príncipe jordano solicitou a suspensão das eleições

• Foto: Reuters

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) anunciou esta terça-feira em comunicado que "decidirá o mais tardar até à manhã de quinta-feira" o pedido do príncipe Ali al Hussein, no que diz respeito às eleições para a FIFA.

"O pedido para medidas provisórias será decidido pelo TAS o mais tardar até quinta-feira de manhã", refere a mais alta instância jurídica desportiva, sediada em Lausana, na Suíça.

O TAS historia o processo e lembra que registou um apelo e pedido de medidas urgentes, solicitado pelo príncipe jordano, um dos cinco candidatos à presidência da FIFA e cujas eleições estão agendadas para sexta-feira.

No comunicado, o TAS recorda que a comissão eleitoral da FIFA rejeitou a 15 de fevereiro a utilização de cabines transparentes na votação.

O pedido de medidas provisórias, interposto junto do TAS pelo candidato jordano, inclui a suspensão das eleições.

"Apenas cabines transparentes podem provar que cada votante está a seguir o seu coração e consciência e que não existem votos forçados, prevenindo que os votantes tirem fotos dos papéis para comprovar que seguiram instruções", justificam os advogados de Ali bin Hussein.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.