Gama suspenso pela FIFA

POR RECURSO À JUSTIÇA

Rio de Janeiro – O Gama, de Brasília, foi suspenso temporariamente pela FIFA, devido a ter recorrido de uma decisão desportiva nos tribunais civis, contrariando o artigo 59º dos regulamentos da FIFA, que determina que os clubes apenas podem recorrer à Justiça desportiva.

A FIFA, através do secretário-geral Michel Zen-Ruffinen, enviou uma tomada de posição, determinando que o Gama fosse provisória e imediatamente suspenso de qualquer actividade internacional e intimou a Confederação de Futebol Brasileira (CBF) a tomar medidas para restabelecer o direito desportivo, proibindo os clubes filiados na CBF de manter relações desportivas com o Gama.

Recorde-se que o recurso do Gama para a Justiça Civil se deveu ao clube ter sido relegado para a II Divisão do Brasileirão, considerando-se penalizado em favor do Botafogo, do Rio de Janeiro.

O presidente do Gama, Agrício Braga, já comentou a decisão da FIFA, considerando-a ”uma piada” e adiantou que a FIFA só tomou esta decisão ”para não punir a CBF e a selecção brasileira, por consequência”.

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, tem, agora, de resolver esta complicada questão, uma vez que a Justiça brasileira determinou que a CBF e a Federação de Brasília confirmassem o primeiro jogo da decisão do campeonato local entre Gama e Bandeirantes, para domingo, pois a FIFA não tem poder jurisdicional dentro do território brasileiro.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.