Jogador do São Paulo assassinado teria por hábito partilhar fotos de mulheres

Amigo do falecido Daniel Corrêa contou tudo à polícia

• Foto: EPA

Um dos amigos do jogador do São Paulo assassinado de forma macabra no último fim-de-semana no estado do Paraná, contou à polícia que Daniel Corrêa integrava um grupo no WhatsApp com amigos onde partilhavam fotos de mulheres com quem tinham relações sexuais.

Segundo o UOL Esporte, que teve acesso ao depoimento de um desses amigos, o jogador teria partilhado fotos de Cristiana Brittes, a mulher de Edison Brittes Júnior, o homem que mais tarde confessou o crime.  

Recorde-se que o corpo de Daniel - que se encontrava emprestado pelo São Paulo ao São Bento de Sorocaba - foi encontrado parcialmente degolado e sem os genitais.

Além Edison Brittes Júnior, a mulher deste, Cristiana Brittes, e a filha do casal foram também detidas no âmbito deste processo.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.