Record

Kokorin e Mamaev dão entrada na prisão e ficam em quarentena

Internacionais russos num local onde estiveram presos vários dissidentes soviéticos

Kokorin, na imagem, e Mamaev envolveram-se em episódio de violência
Kokorin, na imagem, e Mamaev envolveram-se em episódio de violência • Foto: Reuters
Os futebolistas russos Aleksander Kokorin (Zenit) e Pável Mamáev (Krasnodar) deram esta sexta-feira entrada na prisão, depois de, na quinta-feira, um tribunal de Moscovo ter decretado a prisão preventiva de ambos, após um episódio de violência na segunda-feira.

Os jogadores, que se envolveram em desacatos num café na segunda-feira, foram transferidos para o centro de detenção Butyrka, local onde estiveram presos vários dissidentes soviéticos.

Os atletas e o irmão de Kokorin, que também é acusado de participar nos incidentes, serão colocados em quarentena por dez dias, durante os quais serão examinados por médicos e psicólogos.

Dois jogadores russos à pancada com funcionário do governo num café em Moscovo
"Depois, eles serão transferidos para um bloco especial, onde as condições 'são mais confortáveis'", explicou Iván Mélnikov, secretário da comissão que trata dos direitos dos prisioneiros.

Em princípio, Kokorin e Mamáev deverão permanecer em prisão preventiva até 08 de dezembro, determinou, na quinta-feira, Maria Sizintseva, juíza do Tribunal Tverskoi, na capital russa, citada pela imprensa local.

Mamáev, médio do Krasnodar, e Kokorin, avançado do Zenit, foram vistos, através de um vídeo colocado nas redes sociais, a agredir, num café, dois altos funcionários do Ministério do Comércio e Indústria, sendo que um destes, Dénis Pak, sofreu um traumatismo cranioencefálico.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M