Marcelo Boeck: «Dinheiro, fama, futebol... essas coisas hoje não valem nada»

Guarda-redes da Chapecoense diz que teve uma segunda hipótese na vida

Marcelo Boeck foi um dos oito futebolistas da Chapecoense que ficou em terra e, assim, escapou ao acidente de avião que vitimou praticamente todos os elementos do plantel que viajaram para a Colômbia, para disputar a final da Taça Sul-Americana. Horas depois da tragédia, o antigo guarda-redes do Sporting reuniu-se no estádio do clube com adeptos e outros futebolistas, numa vigília emocionada, onde falou sobre o que lhe ia na alma.

"Há três meses era titular e depois sai, por opção técnica. Quando vivemos uma situação como a de hoje, acabamos a dar valor às coisas importantes da vida. O futebol fica para segundo plano. Dinheiro, fama, futebol... essas coisas hoje não valem nada, mas sim a vida. A minha esposa pensou que poderia estar a dar a pior notícia aos nossos filhos. Isso faz-nos ver o que vale a pena. Quando olhei para os meus filhos vi que tinha uma segunda hipótese. Agora esta história nao pode acabar, se assim for enterramos todos os heróis. Quem ficar vai reconstruir este projeto", explicou o guardião.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0