Mourinho destaca papel do pai: «Quem é o menino que tem acesso a balneários principais?»

Treinador da Roma sublinhou importância de Félix Mourinho na sua formação

• Foto: António Capela/Arquivo

José Mourinho relembrou os seus tempos enquanto jogador, lamentando a sua falta de "velocidade", característica que considera "chave" no futebol. O treinador português, que elogiou a sua própria capacidade de "ler e analisar equipas", aproveitou ainda para destacar a importância do pai, Félix Mourinho, na sua formação enquanto treinador.

"Conhecia as minhas limitações. Não era rápido, e a velocidade é chave no futebol. O que me destacava era a capacidade para ler e analisar equipas. Conseguia ver coisas que os outros não viam, e se não tivesse sido jogador, a minha formação enquanto treinador teria sido pior", analisou, em declarações reproduzidas no livro 'Mantenham-se Loucos e Famintos', da autoria de João Gabriel, antes de recordar alguns momentos da sua infância.

"O meu pai também foi essencial nisto tudo: quem é o menino que cresce com acesso a balneários de equipas de Primeira Liga? Quem é o menino que tem a sorte de ouvir conversas entre treinadores e jogadores? Quem é o menino que, já um pouco mais crescido, vê o seu pai a ser despedido durante o almoço de Natal da família?", recordou.

Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas