José Mourinho: «Tenho sido vítima de mim mesmo»

Treinador da Roma destacou o "fracasso" que lhe é reconhecido por não ganhar constantemente

• Foto: EPA

José Mourinho falou com João Gabriel, seu amigo de longa data, antigo diretor de comunicação do Benfica e escritor, acerca do impacto que a sua personalidade teve e continua a ter no seu trabalho. Em declarações reproduzidas no livro 'Mantenham-se Loucos e Famintos', do mesmo autor, o treinador da Roma considerou que "tem sido vítima de si mesmo", pois entrou numa "dinâmica de ganhar, ganhar e ganhar", que faz com que as pessoas achem um "fracasso" qualquer momento menos bem sucedido.

"Tenho sido um pouco vítima de mim mesmo. Se pudesse, seria uma das coisas que não repetia. Ganhei, ganhei e ganhei. Entrei numa dinâmica em que não ganhar parecia o fim do mundo", começou por dizer. "Eu mesmo, pela minha personalidade, fomentei um pouco isso, de que tudo é sempre para ganhar, ganhar ou ganhar. Quando cheguei a situações onde era muito difícil fazê-lo, enquanto que para outros treinadores era algo aceitável, para mim era sempre considerado insuficiente, era um fracasso", considerou.

Mourinho sublinhou, ainda assim, que a sua maneira de ser, "sincero e honesto", não podia ser negada pelos seus jogadores: "Sempre disse aos meus jogadores: em mim, encontrarás um tipo honesto. O tipo que te diz a verdade, que te diz as coisas que queres e as que não queres ouvir. Algum dia, poderão dizer que fui mau treinador, que fui um cab..., mas ninguém dirá que não fui sincero e honesto. Não posso diferenciar os jogadores por estatuto", rematou.

Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas