Mourinho lamenta incidente com Tito Vilanova em 2011: «Não o devia ter feito»

Português colocou o dedo no olho do adjunto de Pep Guardiola na partida entre Real Madrid e Barcelona

José Mourinho reconheceu o seu erro no incidente vivido durante a partida entre Real Madrid e Barcelona em 2011, a contar para a Supertaça de Espanha, que o Barça acabaria por vencer (3-2). Durante um momento de tensão no encontro, o treinador português dirigiu-se a Tito Vilanova, adjunto de Guardiola, e colocou-lhe o dedo no olho.

"Fui eu que falhei", começou por dizer Mourinho a João Gabriel, autor do livro 'Mantenham-se Loucos e Famintos'. "Não devia ter feito o que fiz. Claro que não, a imagem negativa fica para sempre. O Tito não teve nada a ver com aquilo, fiquei com pena dele", lamentou o atual técnico da Roma, antes de elogiar os blaugrana e deixar uma mensagem em tom de 'provocação': "O Barcelona era bom a jogar, mas era ainda melhor a condicionar o rival e a manipular decisões e perceções", rematou.

Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas