Mourinho lamenta "limites que são ultrapassados" após conferências de imprensa

Treinador português destaca impacto das redes sociais na distorção das declarações

• Foto: Vítor Chi

José Mourinho comparou as conferências de imprensa de há alguns anos com as atuais, sublinhando que, hoje em dia, "se ultrapassam os limites em alguns casos", considerando que as redes sociais vieram contribuir para distorcer a mensagem que é transmitida.

"Para mim, as conferências de imprensa são lugares de trabalho. Opto sempre por duas ou três ideias chave, que me permitem transmitir aquilo que acho importante nesse momento. Mas há sempre perguntas das quais não estás à espera, algumas totalmente surpreendentes, e é a inteligência emocional que te obriga a pensar e responder rápido", sublinhou em declarações reproduzidas no livro 'Mantenham-se Loucos e Famintos', de João Gabriel, antes de lamentar o impacto que as redes sociais podem ter na distorção das declarações.

"Ultrapassam-se os limites em alguns casos. No passado, as conferências eram um momento de comunicação do treinador, mas hoje não é assim. Eu trato de enviar a mensagem certa ao destinatário certo, mas as reações que surgem em redes sociais e outros meios levantam sempre uma pergunta: como é que chegará a mensagem a outros destinatários? Será exatamente como eu disse ou será uma reação distorcida por outras pessoas?".

Já João Gabriel, autor do livro e amigo de longa data do técnico, destacou a diferença do temperamento do treinador português da Roma fora e dentro do desporto: "Fora do futebol, é simpático, sereno e às vezes até tímido. Mas tudo muda quando chega ao estádio ou à sala de imprensa".

Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas