Presidente da FIFA sem a atenção de outros tempos

Issa Hayatou fez um breve discurso

• Foto: Reuters

A gala da Bola de Ouro 2015 ficou naturalmente marcada pela ausência de personalidades históricas da FIFA e UEFA, como são os casos de Michel Platini e Joseph Blatter. Os dois foram afastados dos respetivos cargos devido ao envolvimento no escândalo de corrupção que atingiu o futebol no ano passado.

Nesta segunda-feira, em Zurique, o mais alto representante do organismo que tutela o futebol mundial foi Issa Hayatou, camaronês que assumiu a presidência da FIFA de forma interina até ao congresso de 26 de fevereiro, altura em que deverá ser escolhido o novo dirigente.

Hayatou esteve em palco mais do que uma vez, mas a presença não se fez notar da mesma forma que era habitual em Blatter. O camaronês fez um pequeno discurso ainda antes da abertura oficial da cerimónia, em que abordou ao de leve os problemas do organismo e mostrou esperança na sua resolução.

"Os membros vão eleger o novo presidente e terão a oportunidade de aprovar uma série de reformas que permitirão escrever um novo capítulo na história da nossa organização. Após estes últimos meses difíceis, podemos concentrar-nos plenamente na principal missão da FIFA: promover e desenvolver o futebol no Mundo inteiro", afirmou.

Por Luís Miroto Simões
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas