Regresso de Jorge Jesus rende 2,5 milhões de euros ao Fisco

Valores avançados pelo 'Correio da Manhã'. Treinador português não quis renovar contrato e deixou Al Hilal

Jorge Jesus perde 4,9 milhões de euros por ter sido despedido esta quarta-feira do Al Hilal - 2,4 milhões pelos ordenados que vai deixar de receber, mais 2,5 milhões que terá de pagar ao Fisco -, se regressar já a Portugal, segundo o Correio da Manhã.

Jorge Jesus deixou quarta-feira oficialmente o comando técnico do Al Hilal. O treinador português chegou a acordo com a direção do líder do campeonato da Arábia Saudita para a rescisão do contrato que era válido até final da época e foi substituído... em 2 minutos.
 
Em comunicado oficial, o clube saudita explicou que as partes definiram um "mútuo acordo", sendo que a saída se deveu ao facto de Jesus não querer prosseguir no clube para além da época em vigor. 

"Foi decidido o término do contrato do treinador Jorge Jesus devido à falta de vontade em continuar na próxima temporada, altura que envolve a edição da Taça dos Campeões Asiáticos, uma das competições mais importantes e prioritárias para o clube", refere o Al Hilal, que pretendia a permanência de JJ pelo menos até novembro, mês em que se decide a final da Champions asiática.

Tal como o nosso jornal deu conta no fim de semana, os resultados desportivos não eram o problema, mas sim a tensão entre Jesus e a direção do clube. Ainda para mais, o ex-Sporting tinha revelado a intenção de ter uma aventura breve nas Arábias e o facto de ter rejeitado várias propostas de renovação de contrato suportava este desfecho. Os adjuntos João de Deus, Mário Monteiro, Tuck e restantes elementos portugueses também rescindem.

2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.