Selecionador belga preferia jogar com Portugal em Bruxelas

Marc Wilmots fala em necessidade de "continuar a viver"

• Foto: Epa

Marc Wilmots, selecionador de futebol da Bélgica, disse esta quarta-feira que teria preferido disputar o particular de terça-feira contra Portugal em Bruxelas, como inicialmente previsto, e que não tem "medo do terrorismo".

"Queria jogar em Bruxelas, em casa, porque sou contra o medo. Devemos continuar a viver, mas respeito as decisões das autoridades", comentou na capital belga o treinador, referindo-se à inversão do papel de anfitrião, que passa para Portugal, em Leiria.

A reação de Wilmots acontece um dia depois dos atentados ocorridos em Bruxelas, que provocaram 31 mortos e 270 feridos, situação que levou a federação de futebol belga a anular o jogo e aceitar a proposta portuguesa de jogar sim em Leiria, na data inicialmente prevista.

"Eu queria jogar aqui, para mostrar aos terroristas que mesmo que acontecimentos terríveis afetem o país a vida retoma o seu ritmo depressa, para a maioria das pessoas. Para mostrar que não temos medo e que não vamos mudar a nossa forma de viver", insistiu Wilmots.

O selecionador belga, de qualquer modo, fez questão de agradecer à Federação Portuguesa de Futebol "organizar em poucos dias o que normalmente leva meses a montar".

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.