Sevilha contrata mascote do Arsenal

Clube inglês colocou Gunnersaurus em lay-off

A pandemia de Covid-19 está a afetar todo o Mundo e a maioria dos clubes de futebol está também a sofrer com isso. E, desta feita, nem uma mascote escapou às consequências. Horas depois de o Arsenal ter anunciado que colocou a Gunnersaurus (Jerry Quy veste a sua pele há 27 anos) em lay-off  para grande revolta dos adeptos, o Sevilha anunciou a sua... contratação.

O Gunnersaurus tinha sobrevivido a uma primeira onda de despedimentos, que colocou 55 funcionários do Arsenal no desemprego, só que agora a mascote faz parte dos novos cortes. O facto de os jogos da Premier League estarem a decorrer à porta fechada teve grande impacto nas contas dos emblemas ingleses, mas o Arsenal deixou claro que o Gunnersaurus ainda vai regressar ao Emirates. É que a formação londrina explicou que a mascote irá voltar às suas funções quando o estádio tiver novamente adeptos.

Porém, os fãs dos gunners não concordaram com a decisão. "Um dos clubes mais ricos despede a mascote que trabalha em part-time há 27 anos para cortar nos custos. Vergonhoso!", ou: "Isto é patético, ainda mais com o que ganham os jogadores", foram algumas das reações.

Por Record
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.