Sporting lamenta a morte de "um dos últimos príncipes do desporto-rei"

Cruyff era "um senhor dentro e fora de campo"

• Foto: EPA

O Sporting disse que o mundo do futebol "ficou mais pobre" com a morte de Johan Cruyff, "um dos últimos príncipes do desporto-rei".

"Para um clube que, como o Sporting Clube de Portugal, tanto aposta na formação, esta evocação serve também para dar o público testemunho aos nossos atletas da figura que hoje nos deixa, um homem que, com o seu talento e arte, revolucionou o futebol", destacou o clube leonino no seu site oficial.

Para o Sporting, Johan Cruyff era "um senhor dentro e fora de campo (...), uma lenda que já o era antes de a morte o arrebatar precocemente".

O antigo futebolista internacional holandês morreu esta quinta-feira, aos 68 anos, vítima de cancro nos pulmões.

Nascido em Amesterdão a 25 de abril de 1947, Cruyff revolucionou o futebol moderno: primeiro como futebolista, especialmente na seleção holandesa (apelidada no seu tempo de 'Laranja Mecânica') e nos clubes que marcaram a sua carreira, o Ajax e o FC Barcelona.

Como treinador desenvolveu o estilo de futebol ofensivo que caraterizou o clube catalão durante vários anos.

Por Lusa
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas