The Best: FIFA diz que votos do Egito em Salah não contaram por estarem... em maiúsculas

Organismo que rege o futebol mundial reage às polémicas em torno das votações

• Foto: Reuters

A FIFA explicou que os votos do capitão e selecionador do Egito em Mohamed Salah para o The Best não contaram pelo facto de a letra do boletim estar... em maiúsculas. Em comunicado, o organismo que rege o futebol mundial esclareceu assim as dúvidas dos faraós, que não esconderam a revolta pelos seus votos não terem sido incluídos na contagem final.

De acordo com a FIFA, as assinaturas "estavam em maiúsculas e não pareciam autênticas", além de que "os formulários não estavam assinados pelo secretário-geral [da federação], o que é obrigatório". Na sequência, a FIFA diz que entrou em contacto com a Federação Egípicia para confirmar a autenticidade daqueles votos, com "dois lembretes para envio dos formulários devidamente preenchidos até 19 de agosto".

FIFA The Best 2019: saiba quem votou em quem
Relativamente aos votos provenientes da Nicarágua e Sudão - ambos os representantes daqueles países garantiram não ter votado em Messi -, a FIFA garante que confirmou a informação e que os boletins "estavam assinados e confirmados com o selo oficial" das respetivas federações.

Recorde-se que Juan Barrera, capitão da Nicarágua, jurou que não foi ele a escolher este ano, tendo estranhado quando viu o seu voto em Lionel Messi. Depois, seguiu-se Zdravko Lugarisic, selecionador do Sudão, que frisou que votou em Salah em primeiro lugar e que Messi não constou sequer das suas escolhas.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0