Record

Dérbi de Luanda entre 'petrolíferos' e 'polícias' aquece Girabola

O Petro de Luanda recebe este sábado os 'polícias' do Interclube, na 3.ª jornada do campeonato angolano, com os 'petrolíferos', candidatos ao título, pressionados para vencer para não deixar fugir os primeiros.

O embate entre dois dos históricos de Luanda está em plano de destaque na 3.ª jornada do Girabola, com ambas as equipas a somarem três pontos, mas o Petro, segundo classificado no campeonato de 2016, ainda a digerir a derrota da jornada anterior, frente ao Recreativo do Libolo, outro candidato ao título esta época.

Do lado do Interclube, o técnico português Paulo Torres procura a segunda vitória nesta época de estreia como treinador principal em Angola.

Ainda em Luanda, mas no domingo, o Libolo, treinado por outro português, Carlos Vaz Pinto e que soma por vitórias as duas partidas já disputadas no campeonato, joga em casa do Progresso do Sambizanga, enquanto o Kabuscorp do Palanca, outro dos líderes, viaja no sábado para o Moxico, no leste de Angola, para defrontar os locais do Bravos do Maquis.

Depois do afastamento no fim de semana das taças africanas, e ainda com um jogo em atraso no Girabola, o campeão em título 1.º de Agosto, de Luanda, vai a Benguela defrontar o 1.º de Maio, no sábado.

O Santa Rita de Cássia, treinada pelo português Sérgio Traguil, regressa nesta jornada a casa para defrontar o Progresso da Lunda Sul, no Uíge, no estádio 04 de janeiro, onde no jogo de estreia do Girabola, a 10 de fevereiro, morreram 17 adeptos entre centenas que se precipitaram a entrar no recinto pelo único portão aberto.

As conclusões da investigação da Federação Angolana de Futebol (FAF) ao incidente, que a Lusa noticiou na terça-feira, apontam para falhas no plano de segurança no exterior daquele um estádio de futebol.

Como medida cautelar, aquele organismo orientou a "introdução imediata", já na nesta terceira jornada do Girabola, de várias condições a verificar pelos comissários ao jogo e "sem a observância das quais os mesmos não devem ter lugar".

Passa a ser obrigatória a existência de um relatório de avaliação do risco da partida, um plano de asseguramento do jogo, um relatório com o número e qualidade dos lugares correspondentes aos bilhetes a serem vendidos, um plano de distribuição dos espetadores e um plano de evacuação, entre outras medidas.

Estas medidas, ainda provisórias, serão reunidas no futuro regulamento de prevenção e segurança nos estádios angolanos.

Calendário da 3.ª jornada

Sábado, 25 fevereiro:

1.º de Maio-1.º de Agosto
Petro de Luanda-Interclube
Sagrada Esperança-ASA
Bravos do Maquis-Kabuscorp do Palanca

Domingo, 26 fevereiro:

Académica do Lobito-Recreativo da Caála
Santa Rita de Cássia-Progresso da Lunda Sul
Progresso do Sambizanga-Recreativo do Libolo
Desportivo da Huíla-JGM Huambo

Classificação:
1.º Kabuscorp, 6 pontos.
2.º Recreativo do Libolo, 6 pts
3.º Sagrada Esperança, 4 pts
4.º Bravos do Maquis, 4 pts
5.º Recreativo da Caála, 3 (menos um jogo) pts
6.º 1º de Agosto, 3 (menos um jogo) pts
7.º Interclube, 3 pts
8.º Petro de Luanda, 3 pts
9.º ASA, 2 pts
10.º JGM Huambo, 1 pts
11.º Desportivo da Huíla, 1 pts
12.º Progresso da Lunda Sul, 1 pts
13.º Académica do Lobito, 1 pts
14.º Progresso do Sambizanga, 1 pts
15.º 1º de Maio, 1 pts
16.º Santa Rita FC, 0 pts
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Angola

Notícias

Notícias Mais Vistas