Pedro Proença expressa "lamento pela tragédia"

Dezassete pessoas morreram no arranque do Girabola

• Foto: Ricardo Nascimento
A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) expressou este sábado o "lamento pela tragédia no Estádio de Uíge, em Angola, onde perderam a vida 17 pessoas", por intermédio de uma nota publicada no site oficial.

"Trata-se de mais um episódio dramático na história do futebol, que deixa de luto os desportistas de todo o Mundo", referiu o presidente o presidente da LPFP, Pedro Proença.

Desta forma, a Liga exprimiu "as mais sentidas condolências aos familiares e amigos das pessoas que morreram".

O jogo inaugural do campeonato angolano de futebol (Girabola) entre o Santa Rita de Cássia e o Recreativo do Libolo teve milhares de pessoas a tentar assistir à partida num estádio com capacidade para centenas de lugares.

Pelo menos 17 pessoas morreram, alegadamente ao forçarem a entrada no estádio municipal 4 de janeiro, para assistirem ao jogo, que terminou com a vitória do Recreativo de Libolo, por 1-0.

Situada a cerca de 300 quilómetros de Luanda, a cidade de Uíge é capital da província com o mesmo nome, no norte de Angola, na fronteira com a República Democrática do Congo.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Angola

Notícias

Notícias Mais Vistas