Dani Alves: «O Brasil é um cemitério de treinadores e de jogadores»

Jogador do São Paulo critica a gestão do futebol no país

Dani Alves tem 37 anos e não desiste do sonho de disputar o Mundial do próximo ano pelo Brasil, no Qatar. O jogador do São Paulo, que já passou por clubes como Barcelona, PSG e Juventus, criticou numa entrevista ao jornal inglês 'The Guardian' a gestão que é feita do futebol no Brasil.

"O Brasil é um cemitério de treinadores e de jogadores. O nosso sistema baseia-se nas coisas serem sempre as mesmas. Quando alguém tenta algo diferente, as pessoas ficam contra, porque se funcionar isso vai mudar o sistema inteiro", considedou.

O defesa, que completa 38 anos no próximo dia 6 de maio, não foi convocado por Tite para as eliminatórias, mas não desiste de de ir ao Mundial. "O Campeonato do Mundo é um sonho do qual não vou desistir. Vou lutar para me manter a um nível alto e para ter essa última experiência na seleção. Esse é o meu desafio. Não é só um sonho. Vou competir. Agora é hora de trabalhar e de construir. O que me motiva é a competição e os sonhos. Enquanto estiver vivo vou lutar pelos meus sonhos", assegurou o jogador, que foi o capitão do Brasil no título da última Copa América, em 2019.

Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.