Equipa entra em campo com máscaras e recusa-se jogar em partida do estadual

Árbitro apitou para o início do jogo e jogadores do Baré abandonaram o relvado

O futebol está praticamente todo parado no Brasil devido ao coronavírus. Dizemos praticamente porque há alguns estados nos quais as respetivas federações ainda não tomaram a decisão de suspender a atividade. É o caso do estadual de Roraima, na zona norte do país (perto da fronteira com a Venezuela), que esta terça-feira tentou disputar a quarta ronda apenas com a medida preventiva de os jogos serem feitos à porta fechada e sempre no mesmo estádio, o Ribeirão.

Alguns clubes aceitaram, outros não. Entre os que não aceitaram estava o Baré, que acabou por protagonizar um dos momentos mais simbólicos dos últimos tempos. Entrou para o relvado com máscaras de proteção a cobrir a boca e assim que o árbitro apitou para o início da partida com o São Raimundo começaram a abandonar o relvado em gesto de protesto com a decisão federativa em prosseguir a disputa do campeonato. Do lado de fora, a decisão mereceu aplausos (supostamente irónicos) por parte dos adversários.

Em face da situação, o árbitro Yungo Paiva cumpriu o protocolo e esperou 30 minutos antes de dar por suspenso o encontro. O resultado final e uma eventual punição serão posteriormente determinados pela Federação Roraimense de Futebol e pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RR).

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.