Jorge Jesus e a "agressividade verbal" de que é alvo: «Não entendo estas mentes fechadas»

Treinador português diz que as críticas são constantes

Jorge Jesus reagiu este domingo às críticas dos treinadores brasileiros. "Tem sido constantemente. Vim para o Brasil, sou treinador como eles, vim trabalhar, não vim tirar o lugar a ninguém, nem vim ensinar. Vim trabalhar dentro de uma metodologia", referiu após a vitória do Flamengo no reduto do Grémio.

E o treinador português continuou: "Queria lembrar os meus colegas brasileiros que em Portugal já tivemos um brasileiro na Seleção, Scolari, acarinhado por todos os treinadores portugueses. Ele e muitos outros que trabalharam em Portugal: René Simões, Autuori, Abel Braga, Carlos Alberto Silva... e todos nós em Portugal tentámos aprender com eles, nunca foi esta agressividade verbal que há aqui sobre mim. Não entendo estas mentes fechadas."

"Não me incomoda, quero que eles cresçam e saibam o que é a globalização. Não se fechem e tirem esses fantasmas da cabeça, o Brasil tem grandes treinadores", referiu. 

Gabigol diz que não provocou Cortez mas depois acabou expulso por aplaudir árbitro

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.