Mulher que acusa Neymar de violação garante: «Não foi masoquismo, foi violento»

Najila Trindade conta ainda que o jogador tirou-lhe uma foto nua sem autorização

Najila Trindade, a mulher que acusa Neymar de violação, disse na entrevista à SBT Brasil (que entretanto divulgou mais uma parte da conversa) que teme pela vida. Conta que vive com medo e que tem recebido mensagens assustadoras.

"[Dormir] Só com medicamentos. Dissseram-me que estavam do meu lado. À primeira oportunidade, quiseram vender-me. 'Pô, é o Neymar, é muito dinheiro envolvido'. Essas pessoas só pensaram nisso. Essas pessoas quiseram aproveitar-se de mim. Fui procurar ajuda. E, por ser quem é, eu tinha que ficar atenta. As coisas estavam 'rolando' atrás de mim. Nas minhas costas. Pessoas planeando, sei lá, minha morte. Entrei numa psicose horrível, fiquei com a sensação que poderiam matar-me. Sinto-me pressionada pelas pessoas que estão por trás da carreira dele. As coisas chegam em ligações e mensagens", disse Najila, segundo o site UOL, que transcreveu a conversa.

A modelo contou mais detalhes do que terá acontecido em Paris, com o craque do PSG. Inclusivamente garante que o jogador tirou-lhe uma foto nua, sem a sua autorização.

"Lembro-me [de quando o Neymar saiu do quarto]. Lembro-me porque foi no momento em que ele tirou a foto. Havia um corredor. Eu vi que ele estava a sair e pensei 'ele já foi'. Foi o momento que que eu saí do banho. Sequei-me, nua, e fui em direção à cama. Ele estava a mexer no minibar, empurrou-me e tirou a foto. Do meu corpo. Fez aquilo, sei lá, para mostrar aos amigos. Perguntei 'o que é isso?' E ele disse 'mando-te depois'. Ele nem se lembra que me mandou. Eu disse que aparecia o meu rosto, perguntei o que era aquilo. Ele mandou-me a foto minutos depois. Respondi que ia ter volta, naquele momento estava irada. Ele respondeu 'não vai nada' e riu. Ficou 'zombando' da minha cara. Ele achou que ninguém ia descobrir, que ninguém ia acreditar em mim."

Acusa Neymar de violação e quer "justiça": «Estou traumatizada até hoje»
O entrevistador pergunta à modelo quando teve consciência que o seu corpo tinha sido violado. "Tive certeza mesmo no dia seguinte. Depois de tudo, tomei um remédio. Senti um desespero muito grande. Foram várias emoções. Fiquei no banho parada. E ele colocando a roupa, andando pelo quarto..."

"Não foi só o ato sem o preservativo. Foi a maneira que ele conduziu tudo. Ele foi estúpido, agressivo, agarrou-me à força. Não foi 'legal'. Ele estava fora de si. Não foi masoquismo. Foi violento. Sadomasoquismo é uma coisa, violência é outra. [...] Eu vi que ele começou a bater muito forte. Achei que fosse parar, mas continuou. Ele passou a mão sobre meu corpo, bateu-me e puxou-me. Fiquei sem reação. Eu queria ali naquele momento ter-me vingado, tê-lo agredido. Eu dizia para ele parar e não adiantava", acrescentou.

Najila garante que não queria esta exposição pública. "Ele expôs-me. Havia um pedido de sigilo no inquérito. Não bastava tudo que ele fez no quarto do hotel, ele expôs-me de forma ridícula. Atacou-me para sair ileso do que fez. Levou tudo a público. Se era inocente, tinha que fazer isso por meios legais. Ele expôs-me ao ridículo e queria que eu desistisse da minha luta. A verdade vai vir à tona, não importa quanto mais eu venha a sofrer. Ele sabe o que ele fez comigo".

Fotos eróticas e vídeos: Neymar revela mensagens que trocou com mulher que o acusa de violação

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.