Prémios geram tensão no Flamengo a poucas horas da final do Mundial de Clubes

Presidente adiou pagamentos pelas vitórias na Libertadores e no Brasileirão

• Foto: Lusa/EPA

No dia em que o Flamengo defronta o Liverpool na final do Mundial de Clubes, a imprensa brasileira avança este sábado que o plantel às ordens do técnico português Jorge Jesus entrou em confronto com a direção do emblema carioca depois de o presidente Rodolfo Landim ter ordenado o adiamento dos pagamentos dos prémios relativos às conquistas da Taça Libertadores e do Brasileirão.

Segundo o Globoesporte, a direção do Flamengo prometeu um valor superior a 70 milhões de reais (mais de 15 milhões de euros) a ser distribuído por jogadores e equipa técnica liderada por Jorge Jesus, sendo que "o treinador tem um trato específico à parte". Contudo, os atletas decidiram partilhar 30% do prémio com os restantes funcionários do departamento de futebol, um percentagem demasiado elevada para o presidente do Mengão.

A mesma publicação adianta ainda que os capitães Diego, Diego Alves e Everton Ribeiro reuniram-se com três elementos da direção antes do treino matinal deste sábado em Doha para discutirem a situação e tentarem chegar a um consenso, mas sem sucesso.

O valor referente à Libertadores deveria ter sido pago na sexta-feira, enquanto o prémio pela conquista do Brasileirão estava agendado para segunda-feira. Face a este impasse e mau-estar, o Globoesporte noticia que o pagamento fica suspenso até haver acordo entre as partes. 

Em declarações ao Globoesporte, Fernando Landim garantiu que os prémios vão ser pagos. "Pedimos um tempo para avaliar. Até porque havia diferenças em relação ao Brasileirão. Será analisado e será pago", explicou o presidente do Flamengo.







2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0