Presidente do Flamengo diz que Jesus faltou à palavra para assinar pelo Benfica: «Atrapalhou o trabalho todo»

Rodolfo Landim recordou que o treinador português se comprometeu a ficar no clube até ao fim de 2020

• Foto: Reuters
Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, garantiu que ficou aborrecido pela saída de Jorge Jesus em junho de 2020 para o Benfica, acusando o treinador português de faltar à palavra ao plantel, dirigentes e staff técnico.

"Da forma como ele saiu, obviamente que sim [fiquei chateado]. Ele tinha-se  comprometido, não só comigo, mas com todo o grupo [jogadores e staff técnico] a permanecer aqui pelo menos até ao final do ano civil de 2020. Ao renovar o contrato e depois sair repentinamente, atrapalhou o trabalho todo de preparação para a temporada pós-paralisação pela Covid-19 e a eventual adaptação de um novo técnico que contrataríamos para o lugar dele, se soubessemos que não iria ficar", lembrou o dirigente aos jornalistas esta segunda-feira.

Já sobre a situação atual, com a presença de JJ no Brasil nos últimos dias, Landim desvalorizou. "Em relação à vinda dele ao Brasil, não tenho o que comentar. Viveu aqui, certamente deixou amigos e é mais do que natural que venha matar a saudade", reiterou o presidente do emblema do Rio de Janeiro.
Por Flávio Miguel Silva
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas