Acordo histórico entre Barcelona e Messi à lupa: da dívida aos milhões que ficam pelo caminho

'Marca' revela pormenores das negociações entre as partes que tiveram algumas questões por resolver

• Foto: Reuters

O acordo para a renovação de Messi com o Barcelona deverá ser oficializado nos próximos dias, de acordo com a 'Marca'. O diário espanhol avança que o anúncio será feito depois de os advogados reverem os termos do acordo entre as partes e aprovarem o novo contrato que o craque argentino irá assinar.

A mesma fonte explicou os contornos do novo vínculo de Lionel Messi aos blaugrana, ele que vai renovar por cinco épocas, vai passar a receber metade do salário que recebia e ficará com uma cláusula de rescisão de 350 milhões de euros (também metade da anterior, a qual se fixava nos 700 M€).

Redução do salário

As negociações entre as partes nem sempre foram fáceis, mas neste ponto não houve discussão. O avançado argentino aceitou a proposta do presidente do Barça, ciente da situação financeira do clube, mas não levou só isso em conta. Essa redução salarial era algo que permitiria formar uma equipa mais competitiva. A exemplo de Messi, também Piqué, Busquets, Sergi Roberto e Jordi Alba poderão ser outros dos jogadores que baixaram, ou ainda irão baixar, os respetivos vencimentos, avança a 'Marca'.

Duração do contrato

La Pulga vai renovar por cinco temporadas, mas o acordo não foi assim tão simples. Nos últimos meses, o emblema catalão fez propostas ao jogador para que este assinasse por dez anos, dois ou até só um. Estas foram sendo recusadas até que se chegou ao acordo final. 

Formas de pagamento

Desde o início das negociações que Messi quis esclarecer que todas as formas de pagamento eram legais, razão pela qual o Barcelona consultou as autoridades fiscais para se certificar da viabilidade da oferta que ia apresentar ao astro argentino. A Agência Tributária deu luz verde à proposta dos culé e Messi aceitou-a.

Patrocinadores querem Messi

Por detrás da possível continuidade do dianteiro em Barcelona havia um contexto económico muito importante: havia patrocinadores que aguardavam pela renovação do jogador. Alguns patrocinadores de renome, entre eles a Rakuten, pediam a continuidade de Messi para renovarem as ligações ao clube. Houve até outros que se queriam associar ao Barcelona, mas só se o argentino continuasse.

Dívida ao argentino

O clube devia cerca de 80 milhões de euros a Messi, por incumprimentos de outras épocas, e, por isso este foi outro dos pontos que se revelaram mais difíceis de resolver, devido aos valores elevados da referida dívida.

Projeto desportivo

Messi já tinha manifestado o desejo de querer ficar em Barcelona, mas queria ter garantias de que o clube ia formar uma equipa competitiva para lutar por todos os títulos que ia disputar. Uma questão importante para o argentino, que parece ter ficado convencido com as contratações de Eric Garcia, Kun Agüero e Memphis Depay.

Por Record
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Barcelona

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.